O NOSSO PLANETA
 
O planeta Terra tem uma forma aproximadamente esférica, mas a sua rotação causa uma deformação para a forma elipsóidal (achatada aos pólos).
 
A forma real da Terra denomina-se Geóide, uma forma muito irregular e ondulada.
 
 
Estrutura da Terra
 
O interior da Terra, assim como o interior de outros planetas telúricos, é dividido por critérios químicos em três camadas:
 
Crosta terrestre: camada superficial sólida que circunda a Terra.
Manto: camada logo abaixo da crosta. É formada por vários tipos de rochas que, devido às altas temperaturas, encontram-se no estado pastoso e recebem o nome de magma.
Núcleo que consiste numa porção sólida envolvida por uma pequena camada líquida, na zona central do planeta.
 
O material do interior da Terra encontra frequentemente a possibilidade de chegar à superfície, através de erupções vulcânicas e fendas oceânicas.
  As várias camadas terrestres, a partir da sua superfície, são:
  • Litosfera (de 0 a 60,2km)
  • Crosta (de 0 a 30/35 km)
  • Manto (de 60 a 2900 km)
  • Astenosfera (de 100 a 700 km)
  • Núcleo externo (líquido - de 2900 a 5100 km)
  • Núcleo interno (sólido - acima de 5100 km)

O interior da Terra atinge temperaturas de 5.270 K. O calor interno do planeta foi gerado inicialmente durante sua formação, e calor adicional é constantemente gerado pelo decaimento de elementos radioactivos como o urânio, o tório, e o potássio. O fluxo de calor do interior para a superfície é pequeno quando comparado à energia recebida do Sol.

A massa específica média da Terra é de 5515 toneladas por metro cúbico, fazendo dela o planeta mais denso no Sistema Solar.
 
O núcleo é composto em grande parte por ferro (80%), e por pequenas quantidades de níquel e silício.
O núcleo é dividido em duas partes: o núcleo sólido, interno e com raio de cerca de 1.250 km, e o núcleo líquido, que envolve o primeiro. Acredita-se que o núcleo sólido é constituido essencialmente por ferro e um pouco de níquel. Alguns argumentam que o núcleo interno pode estar na forma de um único cristal de ferro. Já o núcleo líquido deve ser composto de ferro líquido e níquel líquido (a combinação é chamada NiFe), com traços de outros elementos. Estima-se que realmente seja líquido, pois não tem capacidade de transmitir certas ondas sísmicas.

Evidências recentes sugerem que o núcleo interno da Terra pode girar mais depressa do que o resto do planeta, a uma razão de cerca de 2 graus por ano.

Voltar ao 7º Ano

 

 

 

 

Experiências