Biografias

Pierre Laplace

Matemático, astrónomo e físico Francês

Pesquisa personalizada
facebook
twitter
google+

Pierre Laplace (1749 - 1827)

Biografia de Pierre Laplace - Matemático, astrónomo e físico Francês.
 
 Pierre Laplace
 (1749 - 1827)
   Pierre Simon Marquis de Laplace nasceu em França, em Beaumont-en-Auge, no dia 23 de Março de 1749 tendo posteriormente falecido na cidade de Paris, a 5 de Março de 1827. Destacou-se nas áreas da Física, da Astronomia e da Matemática. Organizou a astronomia matemática, sumariando e ampliando o trabalho de seu predecessores nos cinco volumes do seu Mécanique Céleste (Mecânica celeste) (1799-1825). Esta obra-prima traduziu o estudo geométrico da mecânica clássica usada por Isaac Newton para um estudo baseado em cálculo, conhecido como mecânica física.
 
   Ele também formulou a equação de Laplace. A transformada de Laplace aparece em todos os ramos da física matemática - campo em que teve um papel principal na formação. O operador diferencial de Laplace, da qual depende muito a matemática aplicada, também recebe seu nome.
 
 
   Pierre Laplace era filho de um pequeno trabalhador rural ou talvez um empregado de fazenda e ficou a dever a sua educação ao interesse de alguns vizinhos abastados, graças às suas habilidades e presença atrativa. Parece que, de pupilo, se tornou professor-assistente na escola em Beaumont; mas, tendo procurado uma carta de apresentação a Jean le Rond d'Alembert, foi a Paris tentar a sua sorte. Um artigo sobre os princípios da mecânica instigou o interesse de d'Alembert e, sob sua recomendação, foi oferecido um lugar na escola militar a Laplace.
 
   Seguro das suas competências, Laplace dedicou-se, então, a pesquisas originais e, nos dezassete anos seguintes, entre 1771 e 1787, produziu uma boa parte dos seus trabalhos originais em astronomia. Tudo começou com uma memória, lida perante a Academia Francesa em 1773, em que mostrava que os movimentos planetários eram estáveis, levando a prova até ao ponto dos cubos das excentricidades e das inclinações. Isso foi seguido por vários artigos sobre tópicos em cálculo integral, diferenças finitas, equações diferenciais e astronomia.
 
  Laplace tinha um amplo conhecimento de todas as ciências e dominava todas as discussões na Académie. De forma razoavelmente única para um prodígio do seu nível, Laplace via os matemáticos apenas como uma ferramenta para ser utilizada na investigação de uma averiguação prática ou científica.
 
   Laplace passou a maior parte de sua vida trabalhando na astronomia matemática que culminou na sua obra-prima sobre a prova da estabilidade dinâmica do sistema solar, com a suposição de que ele consistia num conjunto de corpos rígidos movendo-se no vácuo. Ele formulou independentemente a hipótese nebular e foi um dos primeiros cientistas a postular a existência de buracos negros e a noção do colapso gravitacional.
 
   Ele é nos dias de hoje, lembrado como um dos maiores cientistas de todos os tempos (às vezes, chamado de Newton francês ou Newton da França) com uma fenomenal capacidade matemática natural sem par entre os seus contemporâneos. Parece que Laplace não era modesto sobre suas habilidades e realizações e ele provavelmente não conseguia reconhecer o efeito de sua atitude sobre seus colegas. Anders Johan Lexell visitou a Académie des Sciences em Paris, em 1780-81 e relatou que Laplace deixava claro que se considerava o melhor matemático da França. O efeito sobre os seus colegas só seria relativamente atenuado pelo facto de que Laplace muito provavelmente estaria correto.
 
 
 
Referências: