Sala de aula

Relatório científico

Como elaborar um relatório?

Pesquisa personalizada
facebook
twitter
google+
 
 
 
 

Como elaborar um relatório científico?

 
 
  
   É importante saberes como deves fazer um relatório !

   Existem alguns tipos de relatórios científicos, e podem ser apresentados em várias instituições e a vários níveis.
   Nesta secção, as atenções serão dirigidas aos alunos do ensino básico, para apresentação de relatórios simples em disciplinas de ciências experimentais.

   Irás aprender, passo a passo o que deves fazer para apresentares os melhores relatórios aos teus professores.

   Lê com atenção as informações que se seguem.

 O que é um relatório científico?

Um relatório científico serve para comunicar os resultados finais de um trabalho laboratorial, de investigação, de um estudo ou de uma pesquisa.

Deve ser elaborado em folhas A4 lisas e se puderes, deves fazê-lo no teu computador, utilizando um processador de texto.

Não te esqueças de justificar o texto (formatar) e de paginar o relatório.
 
 

 Como está organizado?

   Deve ser acima de tudo objetivo e as ideias devem ser expostas com simplicidade e clareza.
   Existe um conjunto de parâmetros que devem sempre constar num relatório deste tipo:

  • Capa
  • Índice
  • Objetivo
  • Introdução
  • Parte experimental
  • Resultados obtidos/Cálculos efetuados
  • Conclusões/Discussão
  • Bibliografia
Poderá ainda ter anexos ou apêndices, se tal for necessário. 
 
 

Capa

Na capa do relatório devem constar um conjunto de informações importantes. Não te deves esquecer de incluir:
  • O Título do trabalho - deve ser curto e informativo.
  • O local onde foi elaborada a pesquisa ou trabalho experimental que deu origem ao relatório (se o fizeste na tua escola, deves indicar o nome da mesma).
  • A data em que foi feito esse trabalho experimental ou pesquisa.
  • Os autores (O nome, o número e a turma de cada um dos elementos do grupo).

Índice

   Deves organizar um índice do teu relatório, destacando os tópicos importantes e a página onde se iniciam.
 
 
 

Objetivo

   Deve consistir numa descrição breve do relatório, ou seja, deves indicar qual a finalidade do trabalho, os procedimentos gerais seguidos, os resultados mais importantes e as conclusões que tiraste.
 

Introdução

   A introdução de um relatório deve basear-se no resultado de uma pesquisa bibliográfica sobre o assunto focado no trabalho prático. Esta deve ser breve.
 
 

 Parte experimental

   Nesta secção, deves dedicar-te à experiência que realizaste no laboratório, indicando os seguintes items:
  • Material - Lista do material de vidro e outro usado.
  • Reagentes - Lista dos reagentes usados.
  • Modo de Proceder - Descrição do protocolo fornecido pelo professor.
  • Esquema da montagem - Esquema com legenda da montagem efetuada, se considerares que é necessário. Em trabalhos simples este é dispensável. 


     Resultados e/ou cálculos

       Deves indicar os resultados obtidos através das medições diretas efetuadas na sala de aula.
       Podem ser apresentados recorrendo ao uso de tabelas.
       Sempre que seja necessário efetuar cálculos após a realização do trabalho experimental, estes serão aqui apresentados.
     
     

     Conclusão

       Juntamente com os resultados esta é a parte mais importante de um relatório. Deve fazer-se a análise dos resultados mais importantes e sempre que possível compará-los com dados já existentes na bibliografia.
     

    Bibliografia

       Não te esqueças de a indicar. É muito importante, para quem lê o teu trabalho, saber quais foram as fontes de informação que consultaste.
       Não existe um modo universal para apresentar a bibliografia.
     
       Em trabalhos de ciências exatas é comum indicá-la do seguinte modo:

    • LIVROS

    Nome do autor (ano de publicação ou edição), título da obra, local de edição, Editora, local da publicação.

    Exemplo:

    WILLARD, H.; DEAN, J. (1974) Análise Instrumental, Lisboa, Fundação Calouste de Gulbenkian.
     
     
    • PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS

    Nome do autor (data) nome do artigo, nome da publicação, cidade, n.º do volume, pp. páginas

    Exemplo:

    SIMAS, L. F. (1997) Água para Consumo Humano, Boletim da Sociedade Portuguesa de Química, Lisboa, nº67.
     

    • ENCICLOPÉDIAS, ATLAS, LIVROS COM AUTORES DIFERENTES POR CAPÍTULO

     Nome da obra (data) cidade, editora

    Exemplo:

    Dicionário de Língua Portuguesa (1994) Porto, Porto Editora.

      O nome do autor começa pelo último apelido, e quando há dois ou mais autores pode-se apresentar apenas o primeiro e utilizar-se a expressão Et al. que significa "e outros".

      O título da obra deve estar sublinhado ou em itálico.
     
     
    • ENDEREÇOS DE INTERNET
       Deves indicar o endereço completo da hiperligação para a página que consultaste.
     
    Exemplo:
     
       Se quisesses referir esta página na tua bibliografia, deverias copiar o endereço que se encontra acima no teu browser:

     
     

    Anexos e/ou apêndices

       Se for necessário utilizar documentos auxiliares, não elaborados pelo autor, poderão ser apresentados em anexo, não esquecendo de os referenciar no corpo do relatório.
     
       Alguns materiais elaborados pelo autor do relatório, que se considerem relevantes para a interpretação do trabalho, podem ser apresentados no final do trabalho, numa secção separada, com a designação de apêndice.