cfq 8º ano

Recursos naturais

A sua utilização e consequências

A água é um recurso essencial

A água é essencial
Fig. 1 - A água é essencial para todas
as formas de vida

A água é um recurso natural essencial para todas as formas de vida. Desde os tempos mais remotos que a água assume um papel fundamental no desenvolvimento das populações: na alimentação, na higiene, na produção de energia, na agricultura, na indústria, etc.

A água é insubstituível!

Não podemos correr o risco de ter "sede de água".

A água é um recurso natural de grande valor económico, ambiental e social, fundamental à subsistência e bem-estar do Homem e dos ecossistemas da Terra. É um bem comum a toda a humanidade.

Durante milhares de anos, acreditou-se que a água era um recurso infinito e renovável, uma vez que parecia existir na Natureza com grande abundância.

Hoje, a má utilização, e a crescente procura deste recurso, tornou-se uma preocupação geral, pela menor disponibilidade de água potável em todo o planeta. Isto é suficiente, para deixar o cidadão comum preocupado, mas ganha outra dimensão, se pensarmos que apenas 1% de toda a água da Terra está disponível para uso, pois a maior percentagem de água existente é salgada (97,5%) e outra parte encontra-se em locais inacessíveis.

A poluição, a má gestão da água e as alterações climáticas, que estão de facto, a provocar o aquecimento do planeta, são alguns dos motivos que contribuem para a menor disponibilidade dos recursos hídricos.

É por isso urgente, apostar na prevenção e ter um plano de resposta para a gestão dos recursos hídricos.

O petróleo - matéria prima básica

O petróleo é uma das matérias primas básicas para a obtenção de energia e de materiais. Este combustível fóssil também está em vias de extinção, devida à velocidade e modo de consumo que dele se tem feito comparativamente com o modo e tempo de formação. É pois necessário recorrer cada vez mais às energias alternativas.

O que são então os recursos naturais?

Os recursos naturais incluem tudo o que ajuda a manter a vida, como o solo, a radiação solar, a água, o ar, os combustíveis e os minerais, as plantas e os animais.

Atualmente existem no nosso planeta muitos milhões de pessoas e todos têm as suas necessidades (de espaço, de alimentos ou de combustíveis, por exemplo). Torna-se necessário encontrar o equilíbrio entre as necessidades do Homem e a preservação do ambiente, o que actualmente se traduz num enorme desafio para a nossa espécie.

Os recursos naturais não são inesgotáveis, no entanto, se fizermos uma gestão cuidada desses recursos, poderemos continuar a tirar partido deles sem comprometer a nossa qualidade de vida e a das gerações futuras.

Como podemos classificá-los?

Frequentemente são classificados como recursos renováveis e não-renováveis, quando se tem em conta o tempo necessário para que se dê a sua reposição:

  • Os recursos não-renováveis incluem substâncias que não podem ser recuperadas num curto período de tempo, como por exemplo, o petróleo e minérios em geral (como por exemplo o carvão, o ferro ou o ouro).

  • Os recursos renováveis são aqueles que se podem renovar ou serem recuperados, com ou sem interferência humana, como as florestas, a luz solar, o vento e a água. Os animais podem também ser considerados como recursos naturais.

  • Também podem ser classificados em:

  • Recursos energéticos, são aqueles que têm capacidade para produzir energia, como o carvão e o petróleo. A água poderá ser considerada um recurso energético, quando é utilizada para produzir energia (nas barragens, por exemplo).

  • Recursos não energéticos, a maioria dos metais não servem para produzir energia, com excepção do volfrâmio, do urânio e do plutónio, que, por serem substâncias radioativas, são usadas para a geração de energia.

  • Referências:

    Texto adaptado de: Ideias ambientais

    Wikipédia - Recurso natural

    Manual Porto Editora - "planeta azul - sustentabilidade na Terra".