Dossier temático

A Tirosina

Modelo e fórmula de estrutura

  
Pesquisa personalizada
facebook
twitter
google+

 
 
A Tirosina
 
 
   A tirosina, (do grego tyros: queijo), uma vez que o queijo é um alimento rico em tirosina. Este é um dos aminoácidos codificados pelo código genético, sendo portanto um dos componentes das proteínas dos seres vivos.
 
 
   Não pode ser completamente sintetizada pelos animais, apesar de poder ser gerada por hidroxilação da fenilalanina, se esta última existir em excesso.
 
 
   Este aminoácido também é utilizado na síntese da adrenalina, neurotransmissor do corpo humano.
 
 
    É metabolicamente sintetizada a partir da fenilalanina, tornando-se seu derivado para-hidróxi, embora seja menos hidrófoba. Este aminoácido hidroxilado participa da síntese das hormonas da tiróide, dos pigmentos biológicos da melanina e das catecolaminas e é frequentemente encontrado nas partes catalíticas das enzimas. Muitas reacções químicas que colocam em evidencia a sua função servem para dosear as proteínas nos líquidos biológicos.
 
 
 Modelo molecular do aminoácido Tirosina
 Modelo molecular da Tirosina

Fórmula de estrutura do aminoácido Tirosina 

 
   A tirosina representa cerca de 3% dos aminoácidos das proteínas do nosso organismo.
 
 
 
    
 
Fórmula de estrutura da Tirosina
 
 Algumas propriedades da Tirosina
 
 
 Nome sistemático
 
 
 Ácido (S)-2-amino-3-(4-hidroxifenil)-propanóico
 
 Abreviatura/Símbolo
 
 
 Y / Tyr
 
 Fórmula química 
 
 
 C9H11NO3
 
 Massa Molecular
 
 
 181,19 
 
 Ponto de fusão
 
 
  297 - 298 °C  
 
 Densidade
 
 
 1,46 g/cm3 
 
   
 
 
 
Referências:
O texto apresentado foi adaptado de um artigo da Wikipédia.
As propriedades da substância foram retiradas de Merck.
As imagens do modelo molecular e da fórmula de estrutura do aminoácido foram obtidas em www.3dchem.com.